Clean Code

Fiz uma apresentação sobre Clean Code aqui na Imagem e estou aqui para passar para quem não teve a oportunidade de assistir.
A apresentação foi baseada no livro de Robert C. Martim, é uma leitura altamente recomendada para desenvolvedores, com certeza nos identificamos em quase todos tópicos abordados no livro, nos vemos fazendo o que o autor crítica e não recomenda, então é hora de todos mudarmos e começamos a pensar mais em refatoração e limpar nossos códigos.

O que é um código limpo – •Fácil manutenção•Elegante•Eficiente•Legível•Sem duplicações•Simples•Cuidadoso•Feito para o problema•Direto•Produtividade

5S na codificação – Como utilizarmos o conceito do 5S na hora de codificar.

O custo de um código confuso – Prejuízos causados por um código ruim.

Nomes significativos – Como nomear suas variáveis e métodos corretamente, a importância de se expressar na nomeação e conseguir se expressar no código com nomes dispensando o uso de comentários.

Funções – Características de uma função, qual tamanho deve ter, parâmetros, nomes. Cuidados para que a função realize somente aquilo que diz fazer, evitando efeitos colaterais.

Comentários – Comentários muitas vezes são ruídos no nosso código, tipos de comentários ruins e bons.

Formatação – Vertical – poucas linhas e conceitos relacionados próximos. Horizontal – Definir um numero máximo de caracteres e identação.

Tratamento de Exceção – Erros sempre devem ser tratados, melhores maneiras do que fazer e não fazer.

Testes – Extremamente importante testarmos nosso codigo e mantermos os teste limpos.

Classes – Nomes substantivos, classes curtas, Princípio de Responsabilidade Única.

Emergente – Regras básicas para criar um sistema com um design de código e estrutura eficiente. Rode Todos os Testes – Sem Duplicação – Expresse sua Intenção – Diminua o número de classes e métodos.

Maus Cheiros – Como identificar um código sujo. Duplicação,Inconsistências,Comentários Pobres, Despadronização, etc.

 

E é isso ai pessoal, é legal que leiam o livro (eu mesmo ainda não li inteiro, sei que tem muito mais coisas que agregam muito valor ao nosso código).

Seguindo essa prática reduziremos consideravelmente o custo de manutenção e pouparemos nós e nossos colegas de trabalho da frustração de pegar um código ruim, de passar horas pra entender um código, nos livrar de gambiarras, ter um código elegante e eficiente.

Abraços

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s